FPE - Federação Portuguesa de Esgrima / A Federação / Mensagem do Presidente

Mensagem do Presidente

Phoenix_Bird_Fire2[1]

O exemplo da Fénix

"(...) para que possamos encontrar o bom caminho
teremos de caminhar juntos a cada instante."

A Esgrima portuguesa entrou numa nova fase da sua longa e gloriosa vida. Uma fase que terá, forçosamente, de significar um renascimento, um regresso à senda do progresso e do desenvolvimento.

Não adianta, nesta fase, falar do passado, referir aquilo que foi feito e o que ficou por fazer. Adianta, isso sim, olhar para o futuro e, seguindo o exemplo de tantos e tão bons esgrimistas que por esta Federação passaram, lutar para melhorar e para evoluir. Mas lutar juntos, sem cisões nem oposições vazias de significado. Não podem os esgrimistas portugueses esperar que a Direcção faça todo o trabalho. Ao escolherem a equipa por mim presidida assumiram que, para que possamos encontrar o bom caminho, teremos de caminhar juntos a cada instante.

Todos temos a consciência de que as coisas não vão ser fáceis. Sabemos que, por este rumo que pretendemos seguir, abundam escolhos e armadilhas. Sabemos, também, que a Família Esgrimística não está acostumada à união e ao consenso. Mas sabemos, sobretudo, que sem essa união, sem esse consenso, ser-nos-á impossível ultrapassar os escolhos e as armadilhas. Nesse caso, não seria esta Direcção a estar em causa, mas antes todo o futuro desta modalidade que amamos e que devemos querer servir de forma desinteressada.

Não esperem que sejamos capazes de mudar tudo num abrir e fechar de olhos. Ainda que pudéssemos fazê-lo (e isso, só por si, é bastante duvidoso), não queremos. Procuraremos sempre uma mudança tranquila, uma transição na continuidade. A Esgrima vai mudar, mas ao ritmo que consideramos certo - com algumas mudanças de velocidade como só os bons esgrimistas fazem. Saberemos parar quando for o momento adequado, mas é provável que essa parada dê origem a uma resposta. Afinal, esta é uma Direcção de esgrimistas!

Conto com a ajuda de todos os esgrimistas. Espero poder contar convosco, da mesma forma que estou certo de poder contar com a absoluta e inquestionável dedicação de todos quantos comigo aceitaram alinhar nesta aventura.

Neste momento de renascimento, recordo-me daquilo que todos os presidentes de júri dizem: "Em guarda. Prontos? Continuar!". Pela nossa parte, podemos garantir que estamos prontos.

Frederico Valarinho

Presidente da Federação Portuguesa de Esgrima